domingo, 31 de maio de 2015

Das alvoradas que dispenso

Mamããããããããããããã!!!!!

Mas um chamamento aflitivo. Numa fracção de segundos levantei-me e tinha a certeza que ela não podia ter caído da cama, pois não ouvi o barulho característico.

Cheguei lá, ela numa aflição que só vista, tudo vomitado à volta....isto deviam ser aí umas 5.30h da madrugada.

A partir daí foi uma madrugada e início de dia que não desejo a ninguém :(

Vomitou uma série de vezes ainda estou eu para saber porquê, mesmo depois da aparente acalmia voltou a vomitar, já não sabia o que havia de lhe fazer.

Enfim, os efeitos do cházinho, torradinha, uma maizena ao final da manhã lá parece terem resolvido o desastre. Para o jantar já tem ali a canjinha. Minha pobre menina.

Sem comentários: