terça-feira, 8 de novembro de 2011

Crateras em terreno planetário

Acho muita piada ao facto de nos ser cobrado (a nós contribuintes honestos) tudo e mais alguma coisa, impostos sobre isto e sobre aquilo, e taxas surreais.

Mais estúpido é receber no meu email logo nos primeiros dias do mês um alerta de que está a pagamento durante o corrente o IUC. Tudo bem, as intenções são boas, mas eu não acho muita piada a ser lembrada daquilo que ainda nem sequer estou a dever...porque estar a dever é coisa que não faz parte dos meus princípios.

Adiante. Pois que até ao fim do mês terei que pagar o IUC, mas do lado de lá, não vejo cuidados nenhuns com o povo; falo por mim. Desde me ter sido retirado o abono de família da minha filha, a cena do subsídio de Natal e do imposto extraordinário idem...é tudo a cobrar e a tirar.

Mas por acaso em menos de uma semana já ia dando cabo do meu carro por duas vezes pelo péssimo estado de conservação das vias de circulação para automóveis em plena cidade. Por momentos pensei que estaria a alunar, porque de facto com crateras daquela dimensão, só mesmo na Lua.

Mas eu tenho que pagar impostos; e o Estado está a prestar-me um bom serviço? As autarquias também? Não vejo nada, mas o pessoal é que tem sempre que pagar. Uma pessoa fica chateada, no mínimo.