quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Amanhã

Amanhã vai ser um dia muito importante para uma pessoa tão importante para mim.

Ansiei por vivenciar um amor assim e pensei a dada altura que tal anseio não passaria disso mesmo.

Parece que nos conhecemos desde sempre; vivemos já tantas experiências, mas mesmo assim "sabe" sempre a tão pouco.

Vai ser um dia talvez dos mais importantes da sua existência em que o suor vai compensar as lágrimas e as lágrimas compensarão o suor.

Ainda não lhe disse com tanta clareza talvez o quão a sua presença é importante na minha vida, nem sei tão pouco se terá a noção que o é. Nós e a nossa mania de enaltecermos os nossos sentimentos por alguém quando essa pessoa já partiu para sempre...sem dúvida uma péssima escolha.

Porque quem amamos deve viver a sabê-lo; quem admiramos e com quem vibramos tem o direito de o saber, de o saborear, de o viver.

Já terá cometido os seus erros, comigo...alguns; graves, um ou outro. Também eu os cometi, cometo e cometerei, como ser humano que sou.

Sei pedir-lhe desculpa quando o faço e é das poucas lições que talvez gostasse que seguisse - eu também não sabia pedir desculpa, mas aprendi :)

Tudo o resto, tudo o que tenho a dizer-lhe é que é das poucas pessoas realmente importante para mim e pela qual faço e farei tudo o que estiver ao meu alcance, e até não; mas amo esta pessoa desde que a conheci. Não aquele conhecer do "olá, tudo bem!?", mas aquele conhecer do interior e da sua essência.

Amanhã será então um dia muito especial, espero fazer parte do grupo dos contemplados com a sua presença e felicidade...mas como só estamos presentes enquanto alguma entidade superior a nós o permitir, mesmo que, por alguma hipótese eu não esteja, o meu coração estará sempre lá, reconfortado e orgulhoso por me ter sido permitido fazer parte da vida desta pessoa.

Sem comentários: