quinta-feira, 8 de maio de 2008

O Poder Terapêutico (e não só) da Sesta

Sempre pensei que o gosto extremo por este hobbie com o passar dos anos (das décadas) fosse passando ou deixado para segundo ou terceiro plano, mas não.

O avançar da idade não o atenuou, mas também não o agravou...digamos que estou na mesma.

Tenho uma capacidade inata para dormir horas a fio digna de estudo; quem quiser colocar-me num tubo de ensaio tem aqui um objecto de estudo no mínimo sui generis e capaz de proporcionar uma ou outra conclusão no mínimo insólita.

O que hei-de fazer...gosto de dormir, o meu cérebro e o meu corpo precisam de algum descanso para retemperar energias, sim, porque os anos passam e não perdoam (eu e os meus lamentos).

Hoje então é daqueles dias em que se pudesse tinha passado da cama directamente para o sofá, sem passar pela casa partida e sem receber 2 contos. Ainda lá estaria literalmente a bezerrar.

Mas enfim, ainda faltam 2 dias até poder fazer a minha merecida sesta da tarde que, segundo a minha saudosa avó dizia há alguns anos atrás, me faria crescer e ficar com os olhos bonitos.

Palavras sábias as da minha avó.

1 comentário:

Unknown disse...

Subscrevo por baixo, eu também por vezes tenho fins de semanas de cama - sofa - cama eheheh então no inverno, nem te digo nada...
Beijo
Pipas