quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Hoje é daqueles dias de merda

Não me apetece nada, apenas que não me chateiem.

Hoje uma tipa mal educada em plena Duarte Pacheco, armada em xica esperta quase me abalroou. Não me apetecia sê-lo e mantive-me na minha velocidade em direcção à Praça de Espanha. Não sem antes ter que travar a fundo, ABS em força, etc., e ainda se pôs a vociferar e a fazer gestos.

Não sou destas coisas, nunca fui, e espero que seja algo passageiro, mas mandei-a à merda.

Estou sem paciência para as pessoas; conseguem fazer porcaria em tudo o que tocam e não são capazes de dar valor a nada nem a ninguém.

Estou em Blackout mesmo, cansada. Farta desta merda toda.

Agradecer às minhas pessoas especiais, que me têm dado força nos últimos dias: P., É., M., A., R., C. - se não fossem vocês mais uma vez, estaria bem pior.

Amanhã será outro dia, e depois, e depois, e depois....

Sem comentários: