domingo, 27 de novembro de 2016

Furiosa

Foi como a minha filha me conseguiu pôr depois de, ao estar a separar a roupa pala lavar e me deparo com um barulho estranho vindo de dentro de uma camisola polar. Ela vem num ápice a correr a tentar evitar o pior e eu que já estava a ficar verde, comecei a hiperventilar.

Saem de lá de dentro 3 vernizes das unhas, e duas pedras pintadas com os ditos. Passei-me.

Mais uma vez traiu a minha confiança, pois aqueles vernizes vieram numa revista da Barbie que a avó lhe comprou, tinham ficado guardados no armário da casa-de-banho, isto porque não me entra que miúdas pequenas pintem as unhas. Não lhes faz bem e ainda por cima, fica mesmo muito piroso.

Tinha ficado a promessa de que quando se mascarasse no próximo Carnaval, a carácter excepcional lhe pintaria as unhas.

Foi o que perdeu; nem agora, nem no Carnaval, nem tão cedo...e é melhor tentar abstrair-me um bocado da asneira, antes que me dê uma fúria e deite tudo fora!


Sem comentários: