Avançar para o conteúdo principal

Para 2019...

Foi inevitável ir espreitar se tinha escrito algo em jeito de desejo ou profecia no início do ano passado e decidi começar este com um título semelhante.

Como eu estava tão sombria e preocupada. Os reais temores que tinha, não passaram disso mesmo e de uma grande lição para a vida. Nunca pensei que certas coisas ocorressem apenas aos outros, mas existe sempre um je ne sais quois de invencibilidade no nosso intimo. Não, não somos nada disso, mas também temos golpes de sorte, verdadeiros prémios do Euromilhões sem nenhuma aposta.

E agradeço - agradeço pela sorte que tive, agradeço por me terem acontecido muitas coisas boas, agradeço que parte das coisas que em certa altura julguei más, se terem revelado um tirar de quilos de chatices de cima, agradeço pela filha maravilhosa e obstinada que tenho, que cada vez me dá mais trabalho, mas que deixa não deixa de ser uma delícia e agradeço por tantas outras situações que guardo no coração à espera que desabrochem e que um dia me façam concluir que valeu a pena alguns espinhos que espetei, que me causaram dor, porque as rosas são lindas, mas eu continuo a preferir Lírios brancos e Orquídeas.

Já ouvi dizer que será um bom ano para os sagitarianos em geral, veremos o que ele me reserva em particular. E espero estar aqui a escrever umas quantas linhas daqui a 365 dias, no matter what.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já começo a sentir o cheiro a férias...

Embora esteja a braços com uma bela gripe de Verão; antes agora, do que daqui a uns dias.

E ela a dar-lhe

"Mãe, aquilo é uma cobra cabelo"....e eu comecei a imaginar como seria cómico se existisse uma cobra cabeluda!

Quando me levam a miúda e só para me chatear partilham a prova do crime

 A vingança serve-se em bom. Aguardem-me, pestes!