Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2012
"As pessoas que dizem ser aquilo que de facto não são, são extremamente perigosas" Now, I really know that!

Praxes

Há sempre confusão, é impressionante; mas porque é que o pessoal com um anito a mais de curso se predispõe a pôr a vida dos caloiros em risco!? Uma coisa é brincar, integrar, ajudar no início a entrada num novo mundo; a parte da humilhação e das brincadeiras porcas, nunca as percebi. Mas devo ter sido mesmo uma académica atípica; tive a sorte de ser levemente praxada e em situações divertidas (aquela do perfume nauseabundo e toda a gente no comboio a olhar para mim, nunca me vou esquecer - aquilo devia ser estrume de bovino concerteza, e a média de entrada escrita com batom vermelho na testa, com os meus 17 anitos fazia-me sentir inteligentezita). O traje comprei-o quase nas vésperas da Benção, embora tenha sido um rito de passagem irrepetível, mas em pleno mês de Maio, com aquela capa negra de flanela em cima durante não sei quantas horas a ouvir o Sr. Cardeal....foi duro. Deve ter sido a primeira vez que calcei sapatos de salto alto e acabei por me trajar depois meia dúzia de v
Hoje foi dia de tirar um tempinho para comprar alguns pares de meias para a nova estação da Bébécas. Eu sou absolutamente fã do estilo inglês, losangos, até ao joelho e tal, mas quase que é uma aventura arranjá-las por cá. No catálogo da MDD tinha umas quantas lindas, afinal não estão à venda, apenas fazem parte do cenário. Lá fui às lojas do costume, trouxe umas quantas, mas losangos...nada. Temos que esperar mais uns dias. Mas todas as que trouxemos hoje, vão fazer conjuntos lindíssimos. Adoro o estilo clássico!
A minha Bébécas está cada vez mais viva, cada vez mais endiabrada, cada vez mais apaixonante. Agora adquiriu o hábito de se agarrar ao meu pescoço, com toda a força que tem, e fazer-me festinhas no cabelo. Continua a querer as minhas roupas, ou, para remediar, vestir algo parecido; e lá tenho eu que inventar e tentar que ela perceba alguma parecença nos nossos estilos. Pulseiras, colares, anéis e afins são já uma perdição e os meus sapatos de salto alto têm que ser irremediavelmente escondidos, senão há problema. Muito amiga de ajudar, adora ser útil, mesmo quando não tem a mínima capacidade para tal, mas ela tenta - e isso é bom, detesto quem diga que não é capaz sem ao menos tentar. Anteontem um amigo nosso dentista viu-lhe os dentes e diz que estão fantásticos - ainda bem que sim, também trato deles desde quando ainda nem sequer tinham despontado, com estimulação gengival e afins. Está a ter um crescimento soberbo, já me alcança a anca, e eu não tenho as pernas propriame

Que incompetência

Enganos, quem os não tem. Mas quando uma pessoa pergunta objectivamente e dizem que sim, que existe aquela especialidade e que se pode ir sem restrições, uma pessoa confia. Resumindo, fui hoje para o Hospital da Ordem Terceira, completamente fora de mão, não me apetecia nada ir hoje para aqueles lados, a confusão do Chiado com os seus artistas ambulantes e afins e afinal, ah, e tal, pedimos desculpa, foi engano, blá blá blá. Não saí de lá sem reclamar, escrever no livro nem sei de que côr é e vociferei. Quem agradeceu foi a minha filha que ficou a saber onde fica o Bairro Alto, o Teatro S. Carlos, o Museu de Arte Contemporânea e teve direito a lanchar num sítio giro, viu a manequim Ana Sofia, giríssima com um cabelo parecido com o dela, e andou a pintar e a desenhar com giz nas mesas do espaço onde lanchámos, totalmente planeado para gente miúda. Depois, muito simpática foi devolver os pauzinhos de giz ao senhor e disse "obigada". ....e comi um bolinho de chocolate

EPC

Ver o Estabelecimento Prisional de Caxias por dentro, 12 anos depois do meu estágio...nunca pensei que ia sentir saudades das experiências que lá vivi, que presenciei, das estórias e da História, mas a verdade é que sinto mesmo; foram tempos de aprendizagem e ouvi histórias de vida, que ainda hoje recordo com uma riqueza indescritível. A emoção da entrada em solo prisional pela primeira vez, os 21 aninhos, o medo e temor, a surpresa e as reservas, e o som esquálido daquelas portas de ferro a ranger, ao abrir e fechar, abrir-se a área à nossa frente apenas quando a de trás fechou...a (sobre) lotação, a (falta) de higiene, mas alguma solidariedade, e nalguns casos a vontade de ser melhor.... Foi uma fase da minha vida que passou tão depressa, mas que me ensinou umas coisas interessantes.

Cada um sabe de si!

....mas trocar um lugar no MIT por um curso de Teologia no Vaticano...não tenho nada contra a Teologia, entenda-se, mas para uma pessoa que consegue entrar no MIT, abdicar pelo Vaticano!!!! Hummmmm, eu não trocaria, mas gostos não se discutem!

É que a noite nem chegou a ser mal dormida

Isto porque estava eu a ver a maratona do Master Chef USA e a pensar que já eram mais que horas de recolher aos meus aposentos, quando uns gritos dilacerantes me entram pelos ouvidos dentro. Antevi que para estar a chorar daquela maneira, íamos ter uma bela madrugada. Dei-lhe os primeiros segundos de reflexão, a intensidade do choro aumentava, e enquanto me dirigia ao quarto chamava por mim: mamãzinha, mãezinha, tudo acabava em "inha". O meu coração ficou apertado quando a vejo sentada na caminha dela, as lágrimas saltavam cara abaixo e quando me viu levantou-se num pulo e só lhe faltou dizer "tira-me daqui". Agarrou-se a mim tipo um Koala e só dizia "qué mamã, blá blá blá"; bastava eu fazer o mínimo jeito de que a ia colocar noutro sítio, voltava a abrir a boca com um som tão intenso, que mais parecia que estávamos a ser assaltadas; foi terrível. Lá peguei nas coisas dela, tentei acalmá-la, dei-lhe um bocadinho de leite, a cria continuava agarrada

Out Of Africa Soundtrack Suite (John Barry)

...que paz!

"Tanne"

Está agora a começar o Out of África no Hollywood - filme extraordinário e avassalador. E fez-me recordar de alguém que me chamava carinhosamente de "Tanne". Estas pequenas coisas marcam.

E outra vez os sonhos

Fantástico sonho o desta madrugada; não sei se serviu de inspiração a chuva que caía lá fora, o barulho da água...enfim. Mas sonhei que estava a navegar no Navio Escola Sagres, conheci todos os seus recantos e até limpei o convés. Embora em sonho, vivi de facto uma experiência extraordinária.

1984

Poderá ter sido a fonte de alguma inspiração o facto de Orwell ter escrito este livro, para gerar programas tipo "Big Brother" e afins...mas concluo que constituem um claro desvio de tudo aquilo quanto ele tentou mostrar e comprovar no seio de uma sociedade oligárquica. Acompanhei o início da 1ª edição desse tal programa, acabadinha de conquistar o canudo em Sociologia e expectante quanto às surpresas que aquele laboratório social altamente vigiado nos teria reservado; cedo me desiludi. Houve para aí edições que nem os concorrentes cheguei a "conhecer", agora inventaram a variante dos "Segredos" e atrevo-me a concluir que o povo é escolhido a dedo, e a grande maioria fará parte do pior refugo da nossa sociedade. Vi a estreia do programa no passado domingo em modo zapping, pois faço questão de acompanhar e seguir as séries de culto dos canais por cabo, mas confesso que tive uma vez mais muita curiosidade em ver o género de povo que se prestou uma vez
Ontem quando a fui buscar também lhe disse que tinha uma pequena surpresa preparada, mas estou à espera que chegue de UK; nem ela imagina, mas para além de irmos andar a fazer pendant , vai ser um like mother like daughter muito fashion. Despachem-se, tragam lá a surpresa de uma vez!
Uiiiii, que a avó hoje foi para as compras para as avenidas chiques de Lisboa e ao que parece renovou o guarda-roupa de meia estação da Bébécas. Como ela já é pouco vaidosa.....

Pedro Passos Coelho -- Best of 2010-2011

PPC dixit ; não é um clone, é ELE!

50 livros "obrigatórios"

Após ler uma crónica no Expresso acerca das 50 obras aconselhadas por alguns intelectuais da nossa praça, como sendo de imprescindível leitura, concluí que dessas, já li 18. Não falta tudo, mas acho que faltam por lá uns títulos também deveras interessantes.

João Só e Abandonados - Sorte Grande com Lúcia Moniz

Foi entrando no ouvido, devagarinho de manhã, no trajecto do costume, com o rádio sintonizado na estação do costume; e agora não sai, fiquei encantada com esta música e a Bébécas idem.

E para variar

Um colega de Espanha que já não via há uns meses fez o seguinte comentário:  - "Que te ha pasado? Estáis mucho más delgada, joder, que haces?????" Pois nada, devo ter exactamente o mesmo peso de há uns meses atrás, mais quilo menos quilo, pelo menos a balança lá deve indicar o mesmo, que eu desde que passei a fase do puerpério pesei-me 1/2 vezes e nada me pareceu estranho, portanto o ponteiro deve estar na mesma, digo eu. Sim, as calças caem, as saias idem, mas eu já descobri a causa; devem ser os tecidos que dão de si; o problema não sou eu, são os tecidos! Descobri! Eureka!
...subtilmente vão entrando na caixa do correio panfletos das lojas de brinquedos...daqui a 3 meses é Natal outra vez; o tempo urge...

Um recomeço para eles

O dia de hoje vai fazer parte dos anais históricos devido ao facto de se ter levado a cabo a maior manifestação desde o 25 de Abril - pelo menos dados os registos disponíveis. Para eles, esclareço, um casal amigo é um dia que também vai fazer parte das suas memórias; o dia em que se concretizou a partida para a aventura, o dia em que ela neste momento atravessa lá bem no alto e em velocidade cruzeiro uma série de países até chegar ao seu destino algures na Ásia e ele, por cá, cheio de saudades da sua mulher, da sua companheira, da personagem principal do seu projecto de vida. São jovens, ainda não ultrapassaram a geração dos 20's, estão na idade certa para partir e procurar melhores experiências noutro lugar, têm a força, a tenacidade, a coragem e o espírito aventureiro para se lançarem numa "loucura" destas. Normalmente vai o marido primeiro, desta vez foi ela a guerreira, e na próxima segunda-feira já começa em grande estilo no seu novo emprego, magnífico - vi as
Não a habituei a ver televisão e já vamos nos 26 meses de vida e não a tenho viciada nos Panda's e afins; continuo a achar que tem tempo para essas coisas e ver crianças muito pequenas agarradas ao ecrã da televisão sempre foi algo que me fez confusão. Não acrescenta muito valor ao desenvolvimento deles, e fá-los adquirir vícios precocemente. Não assumo posições radicais, como é óbvio de quando em vez lá vê ela um ou outro desenho animado, de preferência da Disney, mas tudo isso constitui a excepção e não a regra. Quando chegamos a casa a rotina é veloz, e entre banho, tratar-lhe do cabelo, unhas, jantar, contar a história e deitar, não sobra muito mais tempo; optei por dar-lhe o jantar fora do alcance da televisão, embora a mantenha com um som suficientemente aceitável para eu ouvir o noticiário, que neste momento é algo de que não abdico. Como sabe perfeitamente as rotinas, vem com o telecomando na mão e diz assim: "Ica a tebazão" Tão querida; até me deixa ouv

11 de Setembro

Já é lugar comum falar acerca deste dia, mas a verdade é que o dia marcou e faz parte da História, da nossa aldeiazita global e das atrocidades que se cometem por aí. Neste momento penso nas vítimas e nos que mais sofrem, desde aquele dia de 2001 e a imagem daquele avião a entrar pela Torre adentro, tudo estilhaçado e o bico a sair parecia que inteiro daquela amalgama de vidros, estrutura e ferros. Que pânico, que dor - não acredito que se possa imaginar, é daquelas más experiências que apenas quem as vivenciou de perto saberá avaliar. É um dia marcante, ou passou a ser - e será um dia especial para alguém que para mim é muito especial. Estou contigo!
Falta cá o Dr. Carlos Candal para nos premear com um "Manifesto anti-Passos" - pelo menos, ria-mo-nos e com toda a sua eloquência dizia umas quantas verdades. PS: não emito opinião acerca do "Manifesto anti-Portas em português suave", porque em (muitas) certas coisas, continuo a achar que ele (PP) tem muita pinta, embora não partilhe praticamente nada da ideologia política dele.
Este fininho do Pedro Mota Soares irrita-me profundamente; portanto não se trata de subida de impostos, trata-se de uma subida de contribuições; por acaso a AT antes de ter este nome chamava-se DGCI; é tudo uma questão de semântica e de interpretação!

A Separation - Trailer

Segui a sugestão da M.V. e rendi-me a este filme; sinceramente nunca pensei que fosse gostar tanto de um filme iraniano, mas desde aos personagens, interpretações, imagens, fotografia e sobretudo o busílis  da questão, prendeu-me e era capaz de estar toda a noite a revê-lo. Mais uma dádiva da RTP2 que querem fechar.
....quase longe....talvez....risco/aventura/novidade/projectos....esperança Creio que é nisto que se pensa quando se tenta a sorte e a vida numa pátria que não a nossa.
Ah, a culpa afinal é do Tribunal Constitucional, cujo Colectivo apenas veio reiterar os estatutos da nossa Constituição. Se por um lado acho que a Constituição já está a precisar de ser revista, por outro enquanto lá estiverem estes senhores, é melhor não; daqui a nada somos expropriados da totalidade dos direitos adquiridos ao longo dos anos.

De génio

O PPC manda substituir a TSU dos já singelos 11% para 18%; num ápice vamos ter um desconto de mais 7% nos salários, ainda por cima para a Segurança Social. Segurança social essa que cada vez nos apoia menos, a todos os níveis. Boa Dr. Coelho; continue a dar esses passos que nós agradecemos, ficamos mesmo muito satisfeitos e a nossa qualidade de vida daqui a nada volta para a estaca 0.

Irresistiveis

Adorei e são meus!!!

....porque de gente má também reza a História

Vá-se lá saber o porquê, lembrei-me de repente deste traste: Slobodan Milosevic; entre matar a cabeça sobre se ele continuava preso ou não, resolvi googlar e re-descobri que o sujeito morreu em 2006; é que já nem me lembrava onde é que ele parava; afinal é menos um no mundo dos vivos. DRIP
Mas será o Sr. Cruz mesmo inocente ou tem uma grande lata? Agora toca de pôr o Estado Português em Tribunal (situação que sempre acreditei que fosse ocorrer, mais dia menos dias) e ainda se arrisca (entenda-se, o Estado - todos nós) a ter que lhe pagar uma bruta indemnização por danos causados ao indivíduo e família. Bem, se o homem é inocente, não há dinheiro que pague aquilo por que ele passou, a humilhação, o tempo de prisão, o crescimento dos filhos, etc. Mas se o homem fez mesmo aquilo que dizem que ele fez, e motivo pelo qual lhe viu ser aplicada uma pena de prisão...é de um grande descaramento apelar ao Tribunal dos Direitos Humanos para uma condenação ao Estado Português. É um facto que o Ministério Público, os Colectivos de Juízes também cometem erros, e esses erros devem ser penalizados de alguma forma...mas, neste caso, será mesmo que tanta gente se enganou e que o Sr. Cruz é uma vítima do sistema, um bode expiatório!? Tudo neste caso me deixou grandes dúvidas, o f

O que fazer com os pontos TMN

Tenho "alguma" facilidade em acumular pontos das operadoras móveis, da gasolina, no outro dia na Lanidor disseram-me que na próxima compra já tenho 10€ que posso descontar, entretanto recebi um mail da Tommy a dar-me um voucher com mais um desconto qualquer....enfim, tudo e mais alguma coisa. Mas, curiosamente, ando tão alheia à TMN que todos os meses recebo uma sms a informar que vou perder uma série de pontos no mês seguinte; e isto repete-se há mais de um ano. Ora bolas, assim não estou a dar rendimento nenhum à regalia; hoje foi o dia da boa acção; porque não dar a quem mais precisa, a uma causa em que depositamos confiança, esperança e acima de tudo muito respeito? Pois bem, fiz a minha parte, desta vez para a Liga Portuguesa contra o Cancro; daqui a uns dias, visto que os pontos ainda abundam, vou verificar novamente todas as instituições possíveis e contribuirei com mais um bocadinho - sempre em causas em que eu acredito, entenda-se.

26 Meses de Nós

A correria, o calor, o trabalho...enfim, o dia foi passando. De manhã ainda resolvi uma questão em que reforcei a data: 04/07/2010...e apenas quando estava a fazer o caminho para a ir buscar, parei num semáforo, olhei o horizonte e...fez hoje 26 meses que a minha filhota nasceu. Já me proporcionou dos melhores momentos, alguns difíceis também, muitas dúvidas, muitas questões, mas um amor crescente...sempre!

Despida, é como me sinto hoje

A azáfama e a correria da manhã, a Bébécas a acordar com a fralda toda desapertada e a cama inundada em xixi com cheiro de menina crescida, dar-lhe um duche a correr, arranjar tudo, a estranha sensação de que me estava a esquecer de metade dos apetrechos, mas enquanto forem apenas os meus, so far, so good. Instaladas no carro e o mesmo em plena marcha a exclamação que me deixa de neura; não acredito, estou nua! A indumentária de hoje foi/está do mais inóspito possível, creme nem vê-lo, perfume tão pouco, mas o que me faz mesmo sentir mal é a falta dos anéis e acima de tudo do relógio. Que impressão ter que suportar o dia inteiro sem os objectos que mais fazem parte de mim, longe do meu corpo....arghhhhhhh.

Grande Melão!

Literalmente; comprei um melão no sábado (ok, eu não sei comprar esse tipo de fruta, por mais que me tentem explicar que se aperta não sei onde e se abana acolá e que os topos têm que estar não sei como - não sou especialista em tal ciência) abri-o ontem fresquinho, e de bom só tinha isso mesmo, estar fresco. Mas depois pensei....isto como pepino numa saladita até é capaz de escapar. É mesmo inglório o melão; e agora vou ter que desencantar um em condições não sei onde, porque a Bébécas gosta, quer comer melão e eu não tenho coragem de lhe dar uma coisa tão azeda.

Pedro Abrunhosa - Agarra-me esta noite (com letra)

Mais um déjà vu

Foi algo de marcante na minha vida, como o será para qualquer mulher...mas ainda é tão recente e foi tão complicado, que era desnecessário sentir aquelas dores hoje de madrugada vindas do nada. Só sei que acordei com uma dor semelhante a uma contracção de parto daquelas fortes que nós pensamos não aguentar...ainda por cima quando já estamos naquela fase em que as contracções são contínuas. Eu bem que me virava, fazia massagens, fui para a casa de banho e já tinha vontade de subir pelas paredes. Não estou grávida, muito menos em trabalho de parto, mas agora posso dizer que as dores que tive esta madrugada eram iguais; e ainda não sei porquê. Eram 6 da manhã estava eu toda torcida a ver o Dexter despachar mais um borda fora do barco, por fim consegui encontrar uma posição confortável e a dor foi passando muito lentamente.

E por falar em viagens e afins

Entrei um bocado em estado de stress pois não sabia onde tinha o passaporte e mais do que isso, achava que estava caducado...e lá ia ter mais uma trabalheira. Procurei por todo o lado e estava no sítio mais óbvio, ou seja, o sítio dele; mas porque é que me deu para procurar onde não devia. E ufa! está válido até 2016.