Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Folder "Para quê inventar" #10

 Os já clássicos "lampeda" e "parteleira". Não há muito a acrescentar e então quando são utilizados na mesma frase, é a loucura!
Mensagens recentes

Folder "Para quê inventar" #9

É perigoso estarmos a degustar qualquer coisa e sair-se alguém com um impropério. Porque podemos engasgar-nos e, se falta ajuda, morre-se. Ainda aqui estou a escrever estas linhas...mas estive quase, porque uma pessoa se dirigiu à assistência à hora de almoço a questionar se nos davam, num determinado contexto, algo para "desgostar".  Será que ouvi bem? - pensei. Mas a coisa repetiu-se e alguém, que não eu, respondeu que sim, que por vezes dão algo a degustar. Mas, o erro persistiu e a pessoa, mesmo após ouvir a palavra aplicada na sua forma correcta, pela terceira vez proferiu "desgostar". Não vale a pena. I rest my case.

Pés de fada

 Há uns dias fui à ervanária comprar uns chás e o meu sal grosso dos Himalaias e o senhor ofereceu-me uma máscara para os pés feita de modo artesanal.  Logo a mim que não gosto nada destas coisas. Bom, liberta um aroma a alfazema maravilhoso e já estou com os pés embrulhados há mais de uma hora, pois está a saber-me mesmo bem.  Algo me diz que amanhã acordarei com os pés macios, hidratados e a agradecer o tratamento. Eu…já agradeço. Que sensação óptima. 

Folder "Para quê inventar" #8

 Há ocasiões em que até para escrever o erro, me sinto com dúvidas. Um certo dia ouvi dizer a uma pessoa que " idolizava " outra. Primeiro estranhei e até hoje, nunca chegou a entranhar. Eu sei que a palavra idolatrar nem é muito bonita mas na verdade é a que temos para enfatizar o quão veneramos alguém, seja por que motivo for. Agora idolizar !? E será que se escreve assim...a palavra errada, ou também estou a dar um erro acima do erro, e então temos erro ao quadrado!?

Saturada de ataques cibernéticos

 Ultimamente tem-se intensificado uma corrente de mau software ou de tentativas de burla a uma escala assustadora. Recebo diariamente emails suspeitos, seja no contexto profissional seja no contexto pessoal, chamadas telefónicas, mensagens escritas, mensagens por WhatsApp, sou adicionada a grupos....enfim, um caos e uma grande chatice. Bloqueio, denuncio, apago, mas os ataques são constantes; no contexto profissional torna-se mais complexo porque trabalhando numa multinacional recebo chamadas de vários países por esse mundo fora, e decidir se atendo ou rejeito uma chamada...na dúvida rejeito e penso que caso seja profissional, para terem acesso ao meu número, terão certamente acesso a Teams e ao meu email. A última foi há alguns minutos, um pedido de mensagem via WhatsApp com número originário do Gana com o seguinte texto: "Oi posso falar com você?" Mais uma bloqueada e denunciada mas começa a ser cansativa esta perseguição constante por parte de malfeitores que pelos vistos

Aquelas notícias apoteóticas

Portanto se não falecer até lá, ou for acometida de alguma doença incapacitante, restam-me mais 20 anos e 2 meses de trabalho até à reforma. Com as dores que já sinto em todo o lado, nem que seja de bengala, trabalharei até ao fim. Bom, também já trabalhei/descontei mais anos do que os que me restam...há que avaliar estas notícias pelo prisma mais conveniente.

Folder "Para quê inventar" #7

 Também existem aquelas pessoas que tentam dar um ar mais internacional, e então, em vez do típico inclusive, acrescentam-lhe um "r" e passam a dizer inclusiver. Isto com sotaque inglês até é capaz de ficar bem...só que está errado!