Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2013
Realmente desde o dia em que nos aparecem aquelas 2 risquinhas pela primeira vez no teste de gravidez até ao fim dos nossos dias, o nosso coração vai andando em sobressalto à conta dos nossos filhos.

Frisbee = "Volante Côlelalanja"

Na última aula de inglês da semana passada, no fim o professor F. tinha lá um presente para todos os meninos e foi a festa total. Um frisbee para cada um e era vê-los animadíssimos a tentarem aprender a atirar o objecto voador; na escola era contraproducente, eu, mamã atenta disse logo que em casa também estava fora de questão, pois fomos todos para as arcadas do condomínio atirar as geringonças. A Bébécas ficou com o professor e foi de gritos - ele bem que a ensinava a atirar aquilo, mas nada; às tantas pegou-lhe nas mãos, mas quando lhe dizia para ela largar o frisbee, mais ela o agarrava. No fim, lá lhe apanharam todos o jeito. Já iamos nós de regresso a casa depois de meia hora de brincadeira e diz ela assim:  - Mamã, onde tá o meu volante côlelalanja? Lá lhe expliquei que não é volante, é um frisbee , bem, quando muito, um "disco-voador".  - Nãooooooooo mãe, é o volante côlelalanja! Teimoooooooooosa!

O novo amigo (ou será inimigo) imaginário da minha filha

....é um Burro. Eu bem que a ouvia a falar muito aborrecida, mas não associei que fosse outro amiguinho; hoje, estava ela a terminar o pequeno almoço quando me disse assim:  - Olha mamã ele modeu na Joanina!  - O quê filha!? - perguntei eu.  - Foi ele, ali ali, ele modeu na Joanina! A Joaninha é uma almofada dorsal excelente que lhe comprei ontem para complementar a cadeirinha do carro e por ser tão engraçada agora anda com ela para todo o lado.  - Mas ele quem? O bicho? - pensei que fosse um mosquito, sei lá. E ela...  - Nãããããoooooooo...ele, ali ali, não vês mamã, o Burro! O burro tá ali, vou dar táu-táu! E lá foi ela com todo o seu vigor dar umas palmadas no tal burro, ser esse que eu ainda não consegui vislumbrar.

E não é que a minha mãe gostou e quer repetir!?

E como o facto da minha mãe já me começar a irritar porque tem tudo, a Pandora já está completa e a rebentar pelas costuras, a colecção de sapatos está a par com a da Imelda Marcos e a casa mais parece uma daquelas que vêm nas revistas de decoração, já a convoquei para ir jantar comigo e com a neta como forma de comemorar o Dia dos Avós - tá feito.

Inapropriado

Um cliente envia-me um email e termina com "beijo" e o respectivo nome. Acho isto completamente desadequado, não somos amigos, nem tão pouco partilhámos mesa na universidade e muito menos lhe dei confiança para tal! Respondi ao que tinha que responder terminando com um seco "atentamente". Não é por nada, mas é com este tipo de facilitismo que por vezes se geram muitos mal entendidos; as pessoas devem respeitar o seu lugar e o lugar dos outros.

A propósito do Dia dos Avós que amanhã se celebra

É enternecedor continuar a testemunhar a proximidade, acima de tudo o amor que a minha mãe tem pela neta. Confesso que nunca imaginei a minha mãe a fazer vontades, a interceder, a mimar desmesuradamente como se não houvesse amanhã, mas o facto é que faz isso e muito mais. Diz que a Bébécas é a menina dos olhos dela, mas nem era necessário dizê-lo, basta olhar para ela sempre que estão juntas. Apraz-me dizer que o sentimento é mais do que mútuo; a avó é a única felizarda por quem ela já trocou o meu colinho naqueles momentos em que se quer a mamã - a minha mãe fica babada, e eu também. Quiçá tenham uma relação bem mais próxima e descontraída do que a nossa própria de mãe e filha.

Os meus sneakers novos têm muita pinta!

Hoje tenho-me dedicado a ingerir alimentos menos saudáveis e estou a ficar com uma má disposição que nem posso.

Hoje de manhã

Acordei, abri primeiro um olho, depois o outro (como é hábito), levantei-me e fui espreitar a minha criança, que, enquanto dorme é do mais angelical que pode haver...dormia com um ressonar que infundia respeito. Fui tratar da minha higiene diária, optei por deixá-la dormir mais um pouco e quando dou por mim, senti a presença dela na casa-de-banho; uma vez que não me desmanchei oiço um:  - Já acodei mamã. Seguido de um vigoroso:  - Qué colo! Ora uma pessoa a tomar banho, lavar os dentes, pentear e secar o cabelo com uma criança daquele tamanho ao colo não é tarefa fácil.

A rebeldia do meu Pigmeu

Não há volta a dar; um pigmeu de 3 anos, será sempre um pigmeu. E cá em casa provoca tanto ou mais estragos quanto uma colónia de salalés, esta é a verdade. É gratificante, um amor crescente tudo do mais maravilhoso que há, mas que desgasta, desgasta. Dou por mim a poder usufruir do meu tempo e do meu espaço apenas a esta hora, depois de um dia de trabalho e de uma parte da noite com birras e teimosias. É o não querer nada e querer tudo, é a capacidade de destruir o que está no seu devido lugar, são os gritos e os actos de pura má criação (e pergunto-me eu onde é que esta gente minorca aprende estas coisas) e o culminar de a chamar a atenção ou dar-lhe uma palmada e ela rematar que vai "dizê-le à avó". Teve a fase das birras esperneantes com finalização no solo, nos últimos dias parece que se esqueceu dessa, mas cada novidade é pior do que a outra; mas tudo isto com intervalos também generosos de perfeita doçura e serenidade. Nunca pensei que a minha paciência con

It's a Baby Boy

E num dia em que nasceram tantas outras crianças por esse mundo fora, umas com melhor fado do que tantas outras, nasceu mais um principezinho. Não lhe irá faltar nada, seguramente e que seja muito feliz.

As surpresas quando se tem crianças

Os desafios escatológicos persistem, com avanços, recuos, enfim, já esteve bem pior, mas há dias em que não percebo o porquê, lá vem presente nas cuecas; entretanto depois de fazer embrulhar, ou desembrulhar a dita prenda (depende do ponto de vista) pergunta-me assim:  - Tás tiche mãe? Lá vou dando uma no cravo e outra na ferradura, que não estou triste, mas que fico assim aborrecida por ela ter aqueles deslizes, e que não há qualquer necessidade para tal. No fundo o que a preocupa é que eu possa ficar triste, por um lado e, por outro, que "já não goste dela". Ontem ao final da tarde teve diarreia, literalmente. Eu já não sabia para onde me virar. Ora era na roupa, ora caía para o chão, lá optei por lhe pôr fralda para ajudar a suster a coisas e não acumular mudas de roupa de 5 em 5 minutos; com a carência lá embirrou que queria leite, e leite e diarreia não ligam. Não tinha AL110 em casa, ter que a vestir naquele estado e ir a correr à farmácia era complicado - enfim,

Vamos brincar?

A minha filha ganhou hoje um "brinquedo" destes oferecido por uns grandes amigos nossos. Acho que ainda não lha vou mostrar, não vá a miúda querer aprender a andar nisto e dar um valente tombo, mas prevejo que quando chegar a altura, vai adorar; é que até eu tenho vontade de dar umas voltinhas!

Tiramisù original

Ter uma colega italiana connosco que trouxe um Tiramisù feito por ela para a sobremesa de hoje é muito mais do que eu poderia imaginar quando saí de casa pela manhã. Não é por nada, mas está no Top 3 das minhas sobremesas favoritas e raras vezes comi um Tiramisù feito como deve de ser; vou deliciar-me.

Madiba - 95 anos

Mesmo nesta fase difícil da sua vida, continua a ser um lutador - é um homem Grande este senhor.

Cavaco parte esta noite para as Ilhas Selvagens - Politica - DN

Cavaco parte esta noite para as Ilhas Selvagens - Politica - DN A propósito desta situação, a conversa deu pano para mangas; o marido de uma amiga minha está nos quadros da nossa Marinha e faz parte dos destacados para esta epopeia do Sr. Silva, e de facto é ridículo observar que da forma como está o país em que são pedidos tantos esforços aos cidadãos, porque o Sr. decidiu ir passar uma noite às Selvagens, vai um destacamento de 3 navios  para garantir que tudo dê certo - e nós a pagar!

Que fresquinho

Ontem comecei a prever que viriam para aí dias frescos; ao final da tarde fui com a Bébécas às aulas de Inglês e à saída tive um ou outro arrepio de frio, daqueles que sabem bem. Cheguei a casa, o forno dos últimos dias; uma vez que a casa aqueceu, a temperatura no interior continua pelos 30º, mas bastava ir à janela que o meu termóstato ia logo ao lugar. A Bébécas também transpirou muito menos, nem tem comparação. Deitei-me tarde, muito tarde mesmo, para variar, mas confesso que não fiz nada de digno no serão, nem produtivo, nem útil. Parecia mesmo uma tronga  deitada no sofá, com tanta coisa para arrumar, limpar, passar a ferro, e sem vontade para fazer nada. A noite foi tranquila, não há nada como uma noite em que se sente o fresco, não sei que voltas dei que acordei tapada até meio; devo ter sentido frio e aconcheguei-me. O despertador tocou, deixei-me ficar mais um pouco, até soar o "mãe acóóóóóóda" que me fez levantar tocada a latas e ir preparar o pequeno almoç

O dinheiro (ou a falta dele) e os vícios

Já diz o ditado que "quem não tem dinheiro não tem vícios." E uma das coisas que abomino são pessoas de más contas e que fogem às suas responsabilidades. Não é segredo para ninguém que infelizmente por obra e graça de um péssimo destino conheço uma criatura que é progenitor de uma dada criança. Triste é, esta gente se pôr a conceber filhos e depois dizer que não os pode sustentar; e depois vão tendo outros e quem se lixa é o mexilhão. As desculpas de mau pagador são sempre as mesmas, mas para os vícios vai havendo sempre - é curioso, será que, para além de se irem concebendo mais filhos (quando se alega que sustentar um com a sua parte justa já é difícil), fumar, comprar roupa, andar de carro, internet e afins são bens de primeira necessidade, que vêm à frente da satisfação das necessidades básicas de uma criança!? Não importa se as crianças precisam de ir ao médico, necessitam de vestuário e calçado, nem que têm o direito de ser educadas em condições aceitáveis e q

Como em tudo na vida

Ovo estrelado

Então e não é que aquele dístico (que se chamava tão carinhosamente de ovo estrelado) para os recém-encartados vai voltar a entrar em vigor!? Pode ser que agora em vez do 90, ponham lá um Smile e por baixo PERIGO! ...só mesmo para desanuviar.

Ao deitar

Disse a Bébécas assim:  - Mamã, anda aqui para ao pé de mim, anda! Lá lhe fui afagar os caracóis, dar mil beijinhos e ela agarrada ao meu pescoço continuava:  - Mamã, fica aqui comigo! Mamã, és tão lindinha, gosto muito de ti! ....sem palavras, porque a forma como a agarrei contra o meu peito e os beijinhos todos que lhe dei demonstraram o amor incondicional que sinto por ela.

Num dia destes

Pode fazer-se uma série de coisas...mas o calor, não o permite. E então com crianças pequenas, pior. Tenho o ar condicionado em casa ligado sem interrupção e a temperatura dentro de casa está nos 32º; a Bébécas está irritadiça, sem apetite e sinceramente eu já nem insisto - reforço nos liquidos e fruta, porque a criança não consegue comer nada quente. Pediu canja (vá-se lá saber porquê), deixei arrefecer e lá comeu uma dose bem mais generosa do que tem ingerido nos últimos dias. Tinhamos que ir até ao centro comercial a 18kms de distância de casa, e não deu; impossível sair de casa a esta hora, por ela e por mim que ando com a tensão baixíssima e só me sustenho de pé agarrada às paredes. Que brasa.

Calor

Ora comentamos que está frio e que o Verão não chega, ora nos queixamos que está muito calor; pessoal insatisfeito :) Mas saímos de um extremo para o outro e isto prejudica o nosso metabolismo. Eu, com os meus problemas de tensão baixa nestas fases ando agarrada às paredes, a Bébécas fica com mau feitio...enfim, 42 graus é obra. Aqui em casa neste momento estão 30 graus...quer dizer...não estão, porque a minha mummy ofereceu-me ontem um ar condicionado e está-se tãoooooo bem.

E a festinha dela teve estas cores e este tema

Bébécas - 3 Anos

Mesmo que a vida um dia deixe de fazer sentido para mim, enquanto eu viver este dia vai ser sempre muito especial; não estou a escrever este texto para ti hoje, porque a esta hora estamos a usufruir da companhia uma da outra num outro local, mas faço questão de deixar sempre uma recordação neste dia e às 15:48h, hora a que me foste posta por cima do meu ventre recém-nascida como filha e eu, recém-nascida enquanto mãe. Já deves estar cansada de saber que o "nosso" parto foi complicado e difícil, a mamã esteve mais de 24 horas no sofrimento normal que é o de dar à luz (numas pessoas mais do que noutras), mas logo após teres nascido e eu ter recuperado um pouco daquela dor imensa de dilatação do corpo, forceps e afins, tive a certeza de que passaria por tudo outra vez, quiçá com mais coragem e a cabeça ainda mais erguida. Quando nasceste, a Mãe (minha, e tua avó) disse-me que apesar de tudo o "pior" ainda estaria para vir; nove meses (40 semanas, whatever), um trab

Party

E como nem só de desgraças vive uma pessoa, quem quiser aparecer na festa do HP na Praia da Torre no dia 06 já sabe...dress code - wear red!!! Tenho 2 convites :) Estas festas de Verão animam as pessoas!

PUF!

Agora, ao mesmo tempo que atira o que lhe dá na cabeça para o chão, olha para mim com cara de pilantra e diz:  - PUF! No outro dia, perante a perspectiva do que estava prestes a fazer avisei-a que não se atiram as coisas para o chão; mas não se fez de rogada e repetiu a proeza. Dei-lhe uma palmada ao mesmo tempo que dizia.  - POF! Olhou para mim de soslaio e desandou; fiquei discretamente perdida de riso.

Profilaxia dos piolhos

Olho para o cabelo da minha filha e entro em puro nervosismo, para não dizer outra coisa, só de pensar que um dia pode apanhar piolhos. Eu sei que é uma coisa "normal", as crianças brincam umas com as outras, aqueles bichos são uma praga, enfim...mas sinceramente nunca vou estar preparada psicologicamente para lidar com esses bicharocos aqui na minha pequena família. E como já diz o ditado que prevenir é o melhor remédio, peguei em mim, fui à farmácia e pedi algo que previna o ataque daqueles bichos horrorosos - e existe mesmo; um spray que se aplica na cabecita das crias 2 vezes por dia, e que à partida repele os ditos piolhos. Não sei se resulta ou não, mas que a cabeça da minha Bébécas vai andar prevenida, lá isso vai. ...mas uma embalagem mínima que pelo que diz previne o ataque da praga custar 17€ custa um bocado.