Avançar para o conteúdo principal

O que dá ter uma ratazaninha fofinha em casa

 Por vezes já depois dela se ter deitado vejo o gato estático à porta do quarto dela, tipo sentinela. Achava estranho, mas como o animal é muito protector e, embora ela o chateie demasiado, já percebi que ele não vive sem ela, não liguei. Pensei que ele era só parvito, pois a cama dele é bem mais confortável do que o chão frio da entrada do quarto.

Ontem deu-me a saudade muito mais cedo do que é costume e fui dar-lhe o beijinho de boa noite mais cedo do que é hábito. Abro a porta, ela como sempre debaixo do edredon, levanto a coberta e dou com ela do seguinte modo:

  • Venda dos olhos na testa - tipo aqueles velhotes que usam a máscara a tapar o queixo
  • Livro do Harry Potter
  • Mini lanterna alimentada à manivela
Quer isto dizer que quando penso que ela está a dormir, ela está debaixo do edredon, à média luz com o gajo, o tal do Harry Potter. Portanto mesmo nas minhas barbas. Depois para se levantar de manhã é o caos, porque não ouve o despertador.

Mas como tudo tem uma explicação, com 1 tiro, matei 2 coelhos - percebi porque motivo o gato não larga a porta e por outro os atrasos matinais. Com o gajo Potter eu entendo-me depois.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já começo a sentir o cheiro a férias...

Embora esteja a braços com uma bela gripe de Verão; antes agora, do que daqui a uns dias.

E ela a dar-lhe

"Mãe, aquilo é uma cobra cabelo"....e eu comecei a imaginar como seria cómico se existisse uma cobra cabeluda!

Quando me levam a miúda e só para me chatear partilham a prova do crime

 A vingança serve-se em bom. Aguardem-me, pestes!