Avançar para o conteúdo principal

Para Ti que és Especial...(Parte I)

Ao longo da nossa vida cruzam-se connosco várias pessoas, algumas vão ficando no nosso coração, outras por vezes desejamos nunca ter conhecido, não por nada em especial, mas talvez porque as "massas" não sejam propriamente compatíveis.
Nem sempre descortinamos as compatibilidades com tanta clareza de espírito como seria desejável, mas a seu tempo algo nos faz parar para pensar, algo nos faz alargar horizontes e ver mais além.

E quando o destino nos resolve pregar partidas/surpresas? Será que estamos preparados para assimilar o que aí vem?

Acredito que sim, basta haver disposnibilidade mental para aceitar o que de melhor nos está reservado como uma espécie de dádiva e viver cada momento intensamente, com toda a intensidade que as nossas forças conseguirem atingir.

Para ti que me alimentas a alma, o espírito, o coração e que sobretudo me fazes tão feliz, e para nós que o signo da Paixão conseguiu juntar...deixo algo que sei que vais gostar.

Gosto-te muito P.

"Sail away with me honey
I put my heart in your hands
Sail away with me honey
Now, now, now

Sail away with me
What will be will be
I wanna hold you now, now, now

Crazy skies are wild above me now
Winter howling at my face
And everything I held so dear
Disappeared without a trace
Though all the times
I tasted love
Never knew quite what I had
Little darlin if you hear me now
Never needed you so bad
Spinnin' round inside my head

Sail away with me honey
I put my heart in your hands
Sail away with me honeyNow, now, now
Sail away with me
What will be will be
I wanna hold you now, now, now..."

Comentários

Anónimo disse…
Terroncete dice:

Una persona cuando entrega su amistad abre su corazón a los demás...puede ser herido o puede ser querido por la gente...Todo esto es un riesgo que hay que correr. El tiempo te dará la respuesta certera, y todas las experiencias -sean positivas o negativas- te reportarán un gran aprendizaje.
De todas formas, No son la gente las que tienen que juzgar tus actos, sino Tú misma..."Tú eres la primera persona que debe de quererte"
Nadie sabe lo que nos deparará el Destino...Pero Si tienes Fe, Crees en ti misma y Abres tu corazón a los demás...Conseguirás estar en PAZ contigo misma (y este es el mayor triunfo que puedes conseguir)...
Tus palabras irradian Luz...
No te preocupes...
Todo irá bien...
Unknown disse…
Eheheheh, é óptima essa sensação, não é?
Também felizmente sei o que é, andei 30 anos da minha vida à deriva, sem querer saber o que isso era, só queria saber de mim e um dia de repente sem esperar, apareceu-me uma "luz" à minha frente que me fez esquecer tudo o que era e fiz até a essa altura, desde aí nunca mais fui o mesmo e ainda bem.
Aproveita ao máximo
Pipas

P.S. deixo-te aqui um excerto de um poema do Almeida Garrett que mostra bem o que é estar apaixonado

"Só me lembra que um dia formoso
Eu passei... dava o sol tanta luz!
E os meus olhos, que vagos giravam,
Em seus olhos ardentes os pus.
Que fez ela?, eu que fiz? - Não no sei;
Mas nessa hora a viver comecei..."

"Este inferno de amar"
Almeida Garrett

Mensagens populares deste blogue

Já começo a sentir o cheiro a férias...

Embora esteja a braços com uma bela gripe de Verão; antes agora, do que daqui a uns dias.

"Quem me Leva os Meus Fantasmas"

Tive oportunidade de ver há dias uma entrevista com o Pedro Abrunhosa (músico de que gosto bastante pela sua atitude e mensagens que passa) em que ele dizia que as suas músicas/letras são o reflexo das suas catarses, de situações que o perturbam, ou que lhe agradam e que ele tem que extrapolar para o exterior. Achei engraçada a analogia, pois com o sentido de humor que lhe é característico refere que é uma maneira de não perder tempo e dinheiro a ir ao Psiquiatra, entretém as pessoas e ainda lhe pagam para isso. O filósodo Lou Marinoff, brilhante também, como forma de evitarmos a cadeira do analista propõe-nos "Mais Platão, Menos Prozac". Concordo com ambos. E aqui deixo uma letra fabulosa de Pedro Abrunhosa, que transmite muitas das certezas e incertezas da minha existência, e foi também a seu tempo a banda sonora de eleição de uma anterior relação por mim vivida. Quem Me Leva os Meus Fantasmas "Aquele era o tempo Em que as mãos se fechavam E nas noites brilhantes

Apropriação

 Costuma ser um terreno simpático e bem cuidado, com relva bem aparada e quando o tempo o permite as crianças brincam até ao limite do dia. Fica em frente a minha casa.  Hoje testemunhei uma apropriação e que imagem mais maravilhosa. O pato Pateco descobriu uma nova casa, e enquanto ali houver água, desconfio que de lá não sairá. Vou investigar e dar-lhe um olá todos os dias. O pato Pateco merece. A beleza na simplicidade…