Avançar para o conteúdo principal

Estou Além (António Variações)

Não consigo dominar
Este estado de ansiedade
A pressa de chegar
P'ra nao chegar tarde

Não sei de que é que eu fujo
Será desta solidão
Mas porque é que eu recuso
Quem quer dar-me a mão

Vou continuar a procurar
A quem eu me quero dar
Porque até aqui eu só:

Quero quem...
quem eu nunca vi
Porque eu só quero quem...
Quem nao conheci (...)

Esta insatisfação
Não consigo compreender
Sempre esta sensação
Que estou a perder

Tenho pressa de sair
Quero sentir ao chegar
Vontade de partir
P'ra outro lugar

Vou continuar a procurar
A minha forma
O meu lugar
Porque até aqui eu só:

Estou bem aonde eu não estou
Porque eu só quero ir
Aonde eu não vou(...)

Porque eu só estou bem
Aonde não estou

E também eu estou mais além...

Comentários

Anónimo disse…
Terroncete dice:

Me siento identificado con este poema... Yo siempre quiero vivir, sentir y aprender rápidamente...
Siempre pienso que "la vida es demasiado corta" y que "tengo muy poco tiempo para aprender todo lo que yo quisiera"...
...El tiempo y la muerte es algo que me angustian demasiado
...Pero a pesar de todo, siempre recuerdo algo: "El tiempo es el principal escritor de nuestra vida,él siempre escribe el final perfecto..."
Así que: "Sueña lo que quieras soñar, Ve donde quieras ir, Sé lo que quieras Ser..."

Beijos...
Anónimo disse…
É das canções mais expressivas de A. V., com a qual me identifico mais...
Aliás, dum modo geral, gosto de A. V., pois era um músico muito à frente, que ainda continua incompreendido para a maioria dos portugueses...
Rui César disse…
Porque será que todos nós procuramos aquilo que nunca vimos... aquilo que não conhecemos... aquilo que não experimentamos... aquilo que nunca tivemos...

Por isso é que nós sentimos sempre insatisfeitos e á procura de algo..

Permite-me dizer... As pessoas sonhadoras, lutadoras e com objectivos claros na vida tem que estar mais além...

Eu tambem estou mais além...


Beijo,

PS: Esta musica também está no meu top das recordações...
Unknown disse…
Esse grande "Maluko" que era o variações, sempre conseguiu passar para fora aquilo que muitos nós pensamos e queremos mas que por vezes não temos coragem de o mostrar, infelizmente não ficou entre nós para o dizer mais vezes.
Em relação a esse poema, também me diz muito, porque tal como ele "só estou bem onde não estou" não consigo ficar quieto e parado por muito tempo, adoro andar por aí...
Fica bem
Pipas

Mensagens populares deste blogue

Já começo a sentir o cheiro a férias...

Embora esteja a braços com uma bela gripe de Verão; antes agora, do que daqui a uns dias.

Quando me levam a miúda e só para me chatear partilham a prova do crime

 A vingança serve-se em bom. Aguardem-me, pestes!

Saudações Académicas

Para quem é ou já foi estudante universitário, o mês de Maio é o mês das Academias por excelência. É para muitos que todos os anos se opera o virar de uma página e o recomeço da escrita de outra, que mais não são do que as páginas das nossas vidas, das nossas memórias e de tudo o que estará para vir. O mês de Maio de 2000 foi um dos meses, um dos ritos que não esqueço, rito esse que me é relembrado todos os anos. É indescritível o que nós sentimos quando estamos perante o fechar de uma etapa...foi nessa altura que senti o peso dos anos, o peso de alguma cultura, de relativa sabedoria no nicho que escolhi para mim e para o qual tenho vocação, o peso da responsabilidade. Saber que daí para a frente nada iria ser como dantes, saber que iria começar a estar por minha conta e risco, provar uma certa independência, fazer cada vez mais as minhas escolhas, ser responsável por elas e assumir os seus riscos e consequências. Sim, foi aos 22 anos que de facto me senti a entrar na vida adulta,