Avançar para o conteúdo principal

É tão engraçada, tão engraçada, tão engraçada

que já reconhece o som do telemóvel a "20 mil léguas submarinas" e olha para nós muito espantada com um ar de "então...não atendes????"; "de que é que estás à espera?"

Demonstra neste momento um grau de expressividade enorme, tanto ao nível psicomotor como afectivo; as mãos dançam com os seus dedos elegantíssimos e longos just like me - essa herança genética vem do lado do "avô" Moisés e lembro-me sempre da entrevista na revista Point de 1978 que guardo ainda hoje em que o apelidam de "the man with fingers dancers".

Os olhos embora rasgadíssimos e com o formato dos meus, inegavelmente têm a expressividade que até aqui me parecia irrepetível da minha saudosa avó Isabel, e o conjunto é o colosso que ela já é - a minha índia pequenina :)

Comentários

folha disse…
É claramente misterioso o amor de mãe, o maior amor que se pode sentir, nem os filhos nos amam tanto quanto nós a eles. Felicidades e muita sorte (para as duas)

Mensagens populares deste blogue

Já começo a sentir o cheiro a férias...

Embora esteja a braços com uma bela gripe de Verão; antes agora, do que daqui a uns dias.

E ela a dar-lhe

"Mãe, aquilo é uma cobra cabelo"....e eu comecei a imaginar como seria cómico se existisse uma cobra cabeluda!

Quando me levam a miúda e só para me chatear partilham a prova do crime

 A vingança serve-se em bom. Aguardem-me, pestes!